Bem Brasil Cosmética natural

Bem vindo ao espaço Bem Brasil


Os produtos Bem Brasil Cosmética natural, foram criados para proporcionar todo cuidado que seu corpo e mente merece,utilizando aditivos(essencias, extratos,óleos) cuidadosamente selecionados, e tem como princípio buscar o bem estar através de produtos que proporcionam sinergia entre o ser humano e a natureza .E foi pensando desta forma que nasceu a idéia de cosméticos únicos e feito sob medida para cada tipo de pessoa, proporcionando momentos únicos, entre você e a natureza.


Você sabia?

Há mais de seis mil anos, os egipcios usavam os aromas para diversos fins: embalsamavam seus mortos, perfumavam ambientes, preparavam suas fragrancias aplicando-as em cosméticos na pele e usavam óleos essenciais para praticar massagens corporais, entre outros rituais como purificação espiritual . O uso de substancias perfumadas estendeu-se por todo mundo e, hoje ,são aplicadas de muitas formas .
Os aromas podem nos trazer beneficios. Cada sabonete, cada shampoo ,cada banho de espuma traz seu perfume especial, e melhor ainda quando usado a seu favor, como por exemplo, um produto feito para favorecer um conjunto de equilibrios para quem vai usa-lo seja ele emocional, mental, espiritual, fisico e estético.
Com a ajuda da natureza podemos transformar nossa vida, e tornar a rotina do dia a dia em uma tarefa mágica e única.
Pois elementos naturais como óleos essenciais, extratos naturais, sao capazes de estimular nosso cerebro e trazer bem estar rapidamente perceptíveis.

by: Yara

Brasil...Terra de encantos mil!

A harmonia do Universo reina soberana entoando cânticos em louvor ao Criador!
O sol, as estrelas, a lua, a terra, o fogo, a água, o ar,E a mata virgem em flor, refletem a beleza ímpar do grande escultor!
As Campinas verdejantes onde aves canoras entoam melodias mil,Exaltam ao sublime compositor que a Mãe Terra construiu!
Da união de todos os elementos o planeta Terra surgiu!
E nele a nação Pindorama nome antigo do Brasil!Em tudo se vê beleza, de Leste a Oeste, de Norte ao Sul do Brasil!
Terras dos meus amores, terra de encantos mil!
As ondas do mar no constante ir e vir nos fala da sabedoria divinaQue a todos sacia sem medir!
O vento que ecoa por sobre os montes e arvoredosLeva a mensagem de esperança e de renovaçãoNo seio do Brasil onde a mensagem de amorDo Cristo Consolador em terra fértil caiu!
Entre rios, cascatas e cachoeiras aí estás terras de encantos mil!
A nação de muitos credos onde a Umbanda surgiu!Bendita sejas!
Terra Brasilis!
Por abrigar tanta luz!
Onde através das contribuições do Índio, do Branco e do NegroEncontramos as mãos e o amor de Jesus!

Banho de alegria

Banho de alegria

Galeria de produtos

Dicionário da língua Tupí Guarani


A

Aaru: Espécie de bolo preparado com um tatu moqueado, triturado em pilão e misturado com farinha de mandioca.
Abá: avá - auá - ava - aba - homem - gente - pessoa - ser humano - índio.

Ababá: tribo indígena tupi-guarani que habitava as cabeceiras do rio Corumbiara (MT).
Abacataia: peixe de água salgada, parecido com o peixe-galo - abacutaia - abacatuaia.
Abaçaí: pessoa que espreita, persegue - gênio perseguidor de índios - espírito maligno que perseguia os índios, enlouquecendo-os.
Abacatina: aracangüira - abacataia - peixe de água salgada, parecido com o peixe-galo. Abacatuaia: abacataia - aracangüira.
Abacatuia: aracangüira - abacataia.
Abaetê: pessoa boa - pessoa de palavra - pessoa honrada - abaeté.
Abaetetuba: lugar cheio de gente boa
Abaité: gente ruim - gente repulsiva - gente estranha.
Abanã: (gente de) cabelo forte ou cabelo duro.
Abanheém: awañene - língua de gente - a língua que as pessoas falam
Abaquar: senhor (chefe)do vôo - abequar - homem que voa (aba - ara - jabaquara - iabaquara).
Abaré: amigo -(aba - ré - rê - abaruna).
Abaruna: amigo de roupa preta - padre de batina preta - amigo preto - (abuna).
Abequar: - senhor (chefe)do vôo - abaquar.
Abati: milho - cabelos dourados - louro.
Abuna: abaruna - padre de batina preta.
Açaí: yasaí - fruta que chora - fruta de onde sai líquido - coquinho pequeno amarronzado, que dá em cachos no açaizeiro (palmeira com o tronco de pequeno diâmetro e folhas finas, que também produz palmito).
Acag: cabeça - (jaguaracambé).
Acamim: uma das espécies de pássaros; uma das espécies de vegetais (iacamim, jacamin).
Acará: garça, ave branca (acaraú).
Acaraú: acaraí, acará, rio das garças (i, acará, ara) (diz-se que a grafia com a letra u, com o som de i fechado, vem dos colonizadores franceses, que os portugueses representavam, às vezes, por y).
Acemira: acir, o que faz doer, o que é doloroso (moacir).
Açu: grande, considerável, comprido, longo (ant.: mirim) (iguaçu, paraguaçu).
Aguapé (tupi): awa'pé - redondo e chato, como a vitória-régia - plantas que flutuam em águas calmas -uapé - (awa - pewa - peba - peua).
Aimara: árvore, araçá-do-brejo.
Aimará: túnica de algodão e plumas, usada principalmente pelos guaranis.
Aimbiré: aimoré; amboré.
Aimirim: aimiri, formiguinha.
Airequecê: aamo (xavante) - lua - iaé.
Airumã: estrela-d'alva.
Airy: uma variedade de palmeira.
Aisó: formosa.
Aiyra: filha.
Ajajá: aiaiá - ayayá - colhereiro (espécie de garça, de bico comprido, alargado na ponta e parecido com uma colher)
Ajeru: ajuru.
Ajubá: amarelo (itajubá).
Ajuhá: fruta com espinho.
Ajuru: ayu'ru - árvore de madeira dura, com frutos de polpa comestível - papagaio - ajeru - jeru - juru.
Akag: cabeça.
Akitãi: baixo , baixa estatura (irakitã - muirakitã).
Amana: amanda, chuva.
Amanaci: amanacy, a mãe da chuva.
Amanaiara: a senhora da chuva ou o senhor da chuva.
Amanajé: mensageiro.
Amanara: dia chuvoso.
Amanda: amana, chuva.
Amandy: dia de chuva.
Amapá: ama'pá - árvore da família das apocináceas (Parahancornia amapa), de madeira útil, e cuja casca, amarga, exsuda látex medicinal, de aplicação no tratamento da asma, bronquite e afecções pulmonares, tendo seu uso externo poder resolutivo e cicatrizante de golpes e feridas.
Amary: uma espécie de árvore.
Ama-tirí: amãtiti, raio, corisco.
Amboré: aimoré.
Amerê: fumaça.
Ami: aranha que não tece teia.
Anamí: uma das espécies de árvores.
Ananã: fruta cheirosa (ananás).
Anauê: salve, olá.
Anassanduá: da mitologia indígena.
Andira: o senhor dos agouros tristes.
Andirá: morcego
Anhangüera: aanhangüera, diabo velho.
Anhana: empurrado - impelido
Anama: grosso, espesso
Anomatí: além, distante
Antã, atã: forte
Anacê: parente
Anajé: gavião de rapina
Anãmiri: anão, duende
Aondê: coruja
Apicu: ape'kü - apicum.
Ape'kü: apicum - mangue - brejo de água salgada (à borda do mar) - apicu - picum - apecum - apecu.
Apecu: ape'kü - coroa de areia feita pelo mar.
Aapecum: ape'kü - apecu.
Apicu: ape'kü - apecu.
Apicum: ape'kü - apicu - apecu - apicum - mangue.
Apoena: aquele que enxerga longe
Apuama: andejo, que não para em casa, veloz, que tem correnteza
Aquitã: curto, pequeno
Ara: (de modo geral - com poucas exceções) relativo a aves, às alturas e (mais raramente) àquilo que voa (insetos) - pássaro - jandaia - periquito (ave pequena) - (arara - Ceará - aracê).
Araçary, arassary: variedade de tucano
Aracê: aurora, o nascer do dia, o canto dos pássaros (pela manhã).
Aracema: bando de papagaios (periquitos, jandaias, araras), bando de aves (ara, arara, piracema)Aracy: a mãe do dia, a fonte do dia, a origem dos pássaros (v. aracê, cy, ara)
Aram: sol
Arani: tempo furioso
Aracangüira: peixe de água salgada, parecido com o peixe-galo - abacataia - abacutaia - abacatuaia - abacatuia - abacatúxia - abacatina - aleto - aracambé - peixe-galo-do-brasil.
Arapuã: abelha redonda.
Arapuca: armadilha para aves, consistindo numa pirâmide de gravetos (pequenos paus) superpostos
Arara: jandaia grande, ave grande.
Araraúna: arara preta (arara, una, araruna).
Ararê: amigo dos papagaios
Araruna: araúna, ave preta(araraúna, ara, una, itaúna).
Araruama: terra dos papagaios
Araueté: araweté ou araueté, povo de língua da família tupi-guarani, que vive na margem esquerda do igarapé Ipixuna, afluente do Xingu, na área indígena Araweté/Igarapé-Pixuna, no sudeste do Pará.
Araxá: lugar alto onde primeiro se avista o sol (segundo definição da cidade Araxá-MG) - lugar alto e plano - tribo indígena procedente dos cataguás (ses) - (ara).
Assurini: tribo pertencente a família lingüística tupi-guarani, localizadas em Trocará, no rio Tocantins, logo abaixo de Tucuruí/PA.
Ati: gaivota pequena - (atiati).
Atiati: gaivota grande - (ati).
Auá: avá - abá - homem - mulher - gente - índio.
Auati: gente loura - milho - que tem cabelos louros (como o milho) - abati - avati.
Aauçá: uaçá - caranguejo - auçá - guaiá.
Avá: abá, auá, homem, índio.
Avanheenga: awañene - língua de gente - a língua que as pessoas falam, ao contrário dos animais - a língua geral dos tupis-guaranis - abanheenga - abanheém.
Avaré: awa'ré - abaré - amigo - missionário - catequista - (abaruna - abuna).
Avati: gente loura - milho - abati - auati.
Awañene: abanheém - língua de gente - a língua que as pessoas falam, ao contrário dos animais - a língua geral dos tupis-guaranis - abanheenga - avanheenga.
Awa: redondo - ava.
Awaré: avaré.
Aymberê: lagartixa.
Ayty: ninho (parati).
Ayuru: ajuru - árvore de madeira dura, com frutos de polpa comestível.

B


bapo: maracá - mbaraká - chocalho usado em solenidades - maracaxá - xuatê - cascavel.
baquara: mbaekwara - biquara - sabedor de coisas - esperto - sabido - vivo - (nhambiquara).
biquara: baquara - mbaekwara.

C

Caá: kaá - mato - folha.
Caapuã: aquele ou aquilo que mora (vive) no mato - caipora - kaapora.
Caba: marimbondo, vespa (v. cacira, laurare)
Caboclo: kariboka - procedente do branco - mestiço de branco com índio - cariboca - carijó - antiga denominação do indígena - caburé - tapuio - personificação e divinização de tribos indígenas segundo o modelo dos cultos populares de origem africana, paramentada, porém, com os trajes cerimoniais dos antigos tupis (folcl.) - atualmente, designação genérica dos moradores das margens dos rios da Amazônia
Caburé (tupi): kaburé - cafuzo - caboclo - caipira - indivíduo atarracado, achaparrado.
Cacira: vespa de ferroada dolorosa
caingangue: grupo indígena da da região Sul do Brasil, já integrado na sociedade nacional, cuja língua era outrora considerada como jê, e que hoje representa uma família própria - coroado - camé - xoclengues.
Caipora: caapora - kaa'pora.
Camb: peito - seio - teta.
Camé (jê): subtribo do grupo caingangue.
Camuá: palmeira de caule flexível, cheia de pelos espinhosos.
Camu-camu: fruta pouco conhecida que possui grande quantidade de vitamina C, e cuja produção vem substituindo, no Acre, a exploração dos seringais.
Canoa: embarcação a remo, esculpida no tronco de uma árvore; uma das primeiras palavras indígenas registradas pelos descobridores espanhóis; montaria (designação atual usada pelos caboclos da Amazônia); (ubá).
Capim: caapii - mato fino - folha delgada.
Carapeba: tipo de peixe - acarapeba - acarapeva - acarapéua - (acará - peba).
Cari: o homem branco - a raça branca.
Cariboca: kari'boka - caboclo - procedente do branco - mestiço de branco com índio - curiboca - carijó - caburé - tapuio
Carijó: procedente do branco - mestiço, como o galináceo de penas salpicadas de branco e preto - caboclo - antiga denominação da tribo indígena guarani, habitante da região situada entre a lagoa dos Patos (RS) e Cananéia (SP) - carió - cário - cariboca - curiboca caburá - tapuio.
Carió: procedente do branco - caboclo - antiga denominação da tribo indígena guarani, habitante da região situada entre a lagoa dos Patos (RS) e Cananéia (SP) - carijó - cário - cariboca - curiboca caburé - tapuio.
Carioca: kari'oka - casa do branco.
Cuica: ku'ika - espécie de rato grande com o rabo muito comprido, semelhante ao canguru - instrumento de percussão feito com um pequeno cilindro em uma de cujas bocas se prende uma pele bem estirada.
Curiboca: caboclo - kari'boka - procedente do branco - mestiço de branco com índio - cariboca - carijó - caburé - tapuio.
Curumim: menino (kurumí).

D

Damacuri: tribo indígena da Amazônia.
Damanivá: tribo indígena de RR, da região do Caracaraí, Serra Grande e serra do Urubu.
Deni: tribo indígena aruaque, que vive pelos igarapés do vale do rio Cunhuã, entre as desembocaduras dos rios Xiruã e Pauini, no AM. Somam cerca de 300 pessoas, e os primeiros contatos com a sociedade nacional ocorreram na década de 60.

E

Eçaí: olho pequeno.
Eçabara: o campeador.
Eçaraia: o esquecimento.
Etê: bom - honrado - sincero - eté.

G

Galibi: tribo indígena da margem esquerda do alto rio Uaçá (AP).
Geribá: nome de um coqueiro.
Goitacá: nômade, errante, aquele que não se fixa em nenhum lugar.
Guará (i): iguara, ave das águas, pássaro branco de mangues e estuários com grande amplitude de maré ou de fluviometria (i, ig, ara).
Guará (2): aguará, aguaraçu, mamífero (lobo) dos cerrados e pampas (açu).
Guarani(1): raça indígena do interior da América do Sul tropical, habitante desde o Centro Oeste brasileiro até o norte da Argentina, pertencente à grande nação tupi-guarani.
Guarani (2): grupo lingüístico pertencente ao grande ramo tupi-guarani, porém mais característico dos indígenas do centro da América do Sul.
Guaratinguetá: reunião de pássaros brancos.
Guariní: guerreiro, lutador.

I

I: água - pequeno - fino - delgado - magro
Iacamim: acamim (jacamim).
Iaé (kamaiurá): lua - aamo (xavante) - airequecê.
Iandé: a constelação Orion.
Iandê: você.
Iapuçá: uma das espécies de macacos (japuçá, jupuçá, jauá, sauá).
Iba (1): iwa - iua - iva - ruim - feio - imprestável - (paraíba).
Iiba (2): variação de ubá - madeira - árvore.
Ibi: terra.
Ibitinga: terra branca (tinga).
Ig: água - (i).
Iguaçu: água grande - lago grande - rio grande.
Indaiá: um certo tipo de palmeira
Ira: mel (Iracema, irapuã).
Iracema: lábios de mel (ira, tembé, iratembé).
Irapuã: mel redondo (ira, puã).
Iratembé: lábios de mel (Iracema, ira, tembé).
Irupé: a vitória régia.
Ita: pedra (itaúna).
Itajubá: pedra amarela (ita, ajubá).
Itatiba: muita pedra, abundância de pedras (tiba).
Itaúna: pedra preta (ita, una).
Ité: ruim - repulsivo - feio - repelente - estranho (abaité).
Iu: yu - ju - espinho - (jurumbeba).
Iua: iva - iua - iba - ruim - feio - imprestável - (paraíba).
Iuçara: juçara - jiçara - palmeira que dá palmito.
Iva: iwa - iua - iba - ruim - feio - imprestável - (paraíba).
Iviturui: - serro frio; frio na parte mais alta de uma serra.
Iwa: iva - iua - iba - ruim - feio - imprestável - (paraíba).

J

Jabaquara: - rio do senhor do vôo (iabaquara, abequar).
Jacamim: ave ou gênio, pai de muitas estrelas (Yacamim).
Jaçanã: ave que possui as patas sob a forma de nadadeiras, como os patos.
Jacaúna: indivíduo de peito negro.
Jacu: yaku - uma das espécies de aves vegetarianas silvestres, semelhantes às galinhas, perus, faisões, etc.
Jacuí: jacu pequeno.
Jaguar: yawara - cão - lobo - guará.
Jaguaracambé: cão de cabeça branca (ya'wara = cão)+(a'kãg = cabeça)+(peba = branco) - aracambé - cachorro-do-mato-vinagre.
Japira: mel, ira (yapira).
Japuçá: uma das espécies de macacos (iapuçá, jauá, sauá).
Jauá: japuçá (iapuçá, sauá)
Javaé: tribo indígena que habita o interior da ilha do Bananal, aparentada com os carajás, da mesma região.
Javari: competição cerimonial desportiva religiosa.
Jé: grupo etnográfico a que pertence o grosso dos tapuias - jê - gê.
Jeru: ayu'ru - árvore de madeira dura, com frutos de polpa comestível - papagaio - ajeru - ajuru - juru.
Ju: yu - iu - espinho - (jurumbeba).
Juçara: palmeira fina e alta com um miolo branco, do qual se extrai o palmito, típica da mata atLântica - piná - iuçara - juçara - (açaí).
Jumana: tribo do grupo aruaque, habitante da região dos rios Japurá e Solimões (amazônia Ocidental) - ximana - xumana.
Jumbeba: cacto (ou uma espécie de) - jurumbeba - (ju - mbeb).
Jupuçá: iapuçá; japuçá.
Juru: árvore de madeira dura, com frutos de polpa comestível - papagaio - ajeru - jeru - ajuru.
Jurubatiba: lugar cheio de plantas espinhosas (ju - ru - uba -tiba).
Jurubeba: planta (espinhosa) e fruta tida como medicinal (o fruto é, normalmente, verde e perfeitamente redondo, sendo muito amargo - é pouco maior que a ervilha) - jurumbeba.
Jurumbeba: folha chata com espinhos - cacto (ou uma espécie de) - jumbeba - (ju - mbeb).

K
Kaá: caá - mato.
Kaapora: aquilo ou quem vive no mato - caapora - caipora.
Kabu'ré: caburé - cafuzo - caboclo - caipira - indivíduo atarracado, achaparrado.
Kamby: leite - líquido do seio.
Kaluana: lutador de uma lenda da tribo kamaiurá.
Kamaiurá: camaiurá - tribo indígena tupi que vive na região dos formadores do Xingu, entre a lagoa Ipavu e o rio Culuene (MT).
Karioka: carioca - casa do branco.
Ki'sé: faca velha e/ou enferrujada e/ou cheia de dentes e/ou sem cabo - quicé - quicê - quecé - quecê.
Ku'ika: cuica - espécie de rato grande com o rabo muito comprido, semelhante ao canguru - instrumento de percussão
Kurumí: menino (curumim)

L
Laurare (karajá): marimbondo
Lauré (pauetê-nanbiquara): arara vermelha

M
Macaba: fruto da macaúba (comestível - coco de catarro )
Macaúba: ma'ká ï'ba - árvore da macaba (fruta do sertão) - macaíba
Macaíba: macaúba
Manau: tribo do ramo aruaque que habitava a região do rio Negro
Manauara: natural de, residente em, ou relativo a Manaus (capital do estado do Amazonas) - manauense
Mairá: uma das espécies de mandioca, típica da região Norte; mandiocaçu; mandioca grande (mandioca, açu)
Maní: deusa da mandioca, amendoim (maniva)
Manioca: mandioca (a deusa Maní, enterrada na própria oca, gerou a raiz alimentícia), (v. mani, oca, mandioca, mairá)
Maniua: maniva
Maniva: tolete ou folha da planta da mandioca; usa-se na alimentação da região Norte, especialmente no Pará. (maniua, mairá)
Mandioca: aipim, macaxeira, raiz que é principal alimento dos índios brasileiros (v. manioca)Maracá: mbaraká - chocalho usado em solenidades - bapo - maracaxá - xuatê - cascavel
Massau: uma das espécies de macaco, pequeno e de rabo comprido, comum na região amazônica - sa'wi - sagüim - sauim - soim - sonhim - sagüi - tamari - xauim - espécie de mico
Mbaracá: maracá - chocalho usado em solenidades - bapo - maracaxá - xuatê - cascavel
Mbeb: chato - achatado - mbeba (jurubeba)
Membira: filho ou filha (v. raira)
Moponga: mu'põga - Pescaria em que se bate na água, com uma vara ou com a mão, para que os peixes sejam desviados para uma armadilha - mupunga - batição
Motirõ: mutirão - reunião para fins de colheita ou construção (ajuda)
Mu'põga: moponga - mupunga - batição
Mutirão (port/tupi): motirõ

N
Nanbiquara: fala inteligente, de gente esperta - tribo do Mato Grosso (pauetê-nanbiquara - baquara - biquara)
Nhe: nhan - nham - falar - fala - língua
Nheengatu: nhegatu - língua boa - língua fácil de ser entendida (pelos tupis)
Nhenhenhém: nheë nheë ñeñë, falação, falar muito, tagarelice

O
oapixana: tribo do ramo aruaque do alto rio Branco (RR), nas fronteiras com a Guiana - vapixiana - vapixana - uapixana - wapixana - vapidiana -
oapinaoapina: oapixana
Oca: cabana ou palhoça, casa de índio (v. ocara, manioca)
Ocara: praça ou centro de taba, terreiro da aldeia (v. oca, manioca, ocaruçu)
Ocaruçu: praça grande, aumentativo de ocara (v. açu, ocara)

P
Pará (1): rio
Pará (2): prefixo utilizado no nome de diversas plantas
Paracanã: tribo indígena encontrada durante a construçao hidrelétrica de Tucuruí, no rio Tocantins/
Paraíba (1): paraiwa - rio ruim - rio que não se presta à navegação (imprestável) - (para - iba)Paraíba (2): parabiwa - madeira inconstante (variada)
Paraibuna: rio escuro e que não serve para navegar
Paraitunga: designação dada aos paracanãs pelos assurinis
Pauá (tupi): pawa - pava - tudo - muito (no sentido de grande extensão)
Pauetê-nanbiquara: - tribo da região do Mato Grosso (nanbiquara, nhambiquara)
Peba: branco - branca - tinga - peva - peua - pewa
Peua: peba
Peva: peba
Pewa: peba
Picum: ape'kü - apecum - mangue - brejo de água salgada
Piná: palmeira fina e alta com um miolo branco, do qual se extrai o palmito, típica da mata atlântica
Pitiguar: - potiguar
Poti: - camarão, piti (potiguar)
Potiguar: - pitiguar, potiguara, pitaguar, indígena da região NE do Brasil
Puã: - redondo (irapuã)
Puca: armadilha (arapuca, puçá)
Puçá: armadilha para peixes (e outros animais aquáticos)
Puçanga: mezinha, remédio caseiro (receitado pelos pajés)

Q
Quecé: faca velha e/ou enferrujada e/ou cheia de dentes e/ou sem cabo - ki'sé - quicê - quicé - quecê
Quibaana: tribo da região Norte
Quicé: faca velha e/ou enferrujada e/ou cheia de dentes e/ou sem cabo - ki'sé - quicê - quecé - quecê

R
Raira: - filho (v. membira)
Ré: - amigo - rê (geralmente usado como sufixo) (abaré, araré, avaré)
Rudá: deus do amor, para o qual as índias cantavam uma oração ao anoitecer
Ru: folha

S
Sauá: uma das espécies de macacos - iapuçá - japuçá - jupuçá - sawá - saá
Sauim: sagüi
Sawi: sagüi
Surui: tribo do parque do Aripuanã, região do Madeira, Rondônia

T
Tapuia: tapii - tapuio - designação antiga dada pelos tupis aos gentios inimigos - índio bravio - mestiço de índio - índio manso (AM) - qualquer mestiço trigueiro e de cabelos lisos e negros (BA) caboclo
Tapuio: tapii - tapuia - designação antiga dada pelos tupis aos gentios inimigos - índio bravio - mestiço de índio - caboclo
Tembé: lábios (Iracema, iratembé)
Tiba: tiwa, tiua, tuba, abundância, cheio
Tijuca: tiyug - líquido podre - lama - charco - pântano - atoleiro - tijuca
Tijucupaua: tiyukopawa - lamaçal - tijucupava
Timburé: uma das espécies de peixes de rio, com manchas e/ou faixas pretas (ximburé, timburê)
Timburê: Timburé (ximburé)
Tinga: branco - branca - peba - (ibitinga)
Tiririca: tiririka - arrastando-se (alastrando-se) - erva daninha famosa pela capacidade de invadir velozmente terrenos cultivados - estado nervoso das pessoas, provocado por um motivo que parece incessante
Tiyukopauá: tijucopaua - lamaçal - tijucupava
Tiyug: tijuca - líquido podre - lama - charco - pântano - atoleiro - tijuca
Tiwa: tiba, tiua, tiba, tuba, abundância, cheio
Tupi (1): povo indígena que habita(va) o Norte e o Centro do Brasil, até o rio Amazonas e até o litoral
Tupi (2): um dos principais troncos lingüísticos da América do Sul, pertencente à família tupi-guarani
Tupi-guarani: um das quatro grandes famílias lingüísticas da América do Sul tropical e equatorial; indígenas pertencentes a essa família

U
Uaçá: caranguejo - auçá - guaiá
Uaçaí: açaí - yasaí
Uaná: vagalume (urissanê)
Uapixana: tribo do ramo aruaque do alto rio Branco (RR), nas fronteiras com a Guiana - vapixiana - vapixana - vapidiana - wapixana - oapixana - oapina
Ubá: canoa (geralmente feita de uma só peça de madeira); árvore usada para fazer canoas (canoa)
Una: preto, preta
Urissanê: vagalume (uaná)

V
Vapidiana: tribo do ramo aruaque do alto rio Branco (RR), nas fronteiras com a Guiana - vapixiana - Vapixana - uapixana - wapixana - oapixana - oapina

W
Wapixana: tribo do ramo aruaque do alto rio Branco (RR), nas fronteiras com a Guiana - vapixiana - vapixana - uapixana - vapidiana - oapixana - oapina
Wa'riwa: guariba - macaco de coloração escura, barbado.
Wasaí: açaí - uaçaí - yasaí

X
Xaperu: tribo da região Norte
Xauim: uma das espécies de macaco, pequeno e de rabo comprido, comum na região amazônica - sa'wi - sagüim - sauim - soim - sonhim - massau - tamari - sagüi - espécie de mico
Xavante: tribo indígena pertencente à família lingüística jê e que, junto com os xerentes, constitui o maior grupo dos acuéns. Ocupa extensa área, limitada pelos rios Culuene e das Mortes (MT)Ximaana: tribo habitante da região do rio Javari, na fronteira do Brasil com o Peru
Ximana: tribo do grupo aruaque, habitante da região dos rios Japurá e Solimões (Amazônia Ocidental) - xumana - xumane - jumana
Ximburé: uma das espécies de peixes de rio (timburé)
Xoclengue: tribo caingangue do Paraná (rio Ivaí)
Xuatê: mbaraká - maracá - chocalho usado em solenidades - bapo - maracaxá - cascavel
Xumana: ximana - jumana
Xumane: - ximana.

Y
Yacamim: ave ou gênio; pai de muitas estrelas (jaçamim)
Yamí (tucano): noite
Yapira: mel (japira)
Yara: deusa das águas - mãe d'água - senhora - iara - lenda da mulher que mora no fundo dos rios, a que encanta os pescadores.
Yasaí: açaí - fruta que chora - fronta de onde sai líquido - coquinho pequeno amarronzado, que dá em cachos no açaizeiro (palmeira com o tronco de pequeno diâmetro e folhas finas, que também produz palmito)
Yawara (tupi): jaguar - cão - cachorro - lobo - gato - onça - jaguaracambé.




by: Yara

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Velas

Velas

Cristais de banho

Cristais de banho
Cristais de banho nos aromas; capim limão, pitanga,ylang, canela, morango, carambola, andiroba, uva, maracujá...

Sabonete glicerinado

Sabonete glicerinado

águas essenciais (mini)

águas essenciais (mini)
Águas essenciais (mini) é uma colonia que contém em sua formulaçao óleos essenciais altamente concentrados que possui diversas funções . Frasco com 8ML nos aromas; limão, lavanda,pitanga,canela,citronela, andiroba, priprioca, capim limão, verbena, alfazema...

Loção hidratante Erva cidreira

Loção hidratante Erva cidreira

Kit, Cristais & vela

Kit, Cristais & vela
O kit cristais & vela é uma ótima opção para quem deseja um momento muito especial e relaxante, os cristais de banho contém em sua fórmula óleos essenciais de ylang ylang e andiroba, essencias que irao provocar sensações e reações super agradáveis 350 g. Vela com aroma essencial de ylang e andiroba. Confira! ´Preço: 22,90

ÓLEOS ESSENCIAIS

LISTA E PROPRIEDADES DE ALGUNS ÓLEOS ESSENCIAIS

Alecrim (Rosmarinus officinalis) O óleo dos estudantes e sonolentos. Clareia a mente, estimula a memória ajudando a concentração. Ajuda a dissipar dúvidas, alegra, revigora. Não utilize em hipertensos, grávidas, epilépticos. Além de poder anular efeitos de medicamentos homeopáticos.

Bergamota (Citrus aurantium bergamia) É equilibrante, indicado para ansiedade, depressão, tensão nervosa, insônia. Alivia frustrações, além de moderar o apetite.

Camomila Romana (Anthemis nobilis) Excelente calmante. Desenvolve o amor, o perdão, a capacidade de realização. Para síndrome do pânico, medo, ansiedade, stress, insônia. Auxilia a rinite alérgica e asma. Lembra a infância. Deve ser evitado nos primeiros 3 meses de gravidez.

Camomila Alemã (Matricaria chamomilla) Auxilia processos digestivos. Dá sensação de aterramento e ajuda nos desapegos. Deve ser evitado nos primeiros 3 meses de gravidez.

Canela (Cinnamomum zeylanicum) Muito estimulante, aquecedor, ajuda no medo e insegurança. Não deve ser usado por hipertensos, grávidas. Em geral evite a inalação direta !

Capim cidreira/ capim-limão (Cymbopogon citratus / Cymbopogon flexuosos) Estimulante, energizante. Para raiva e emoções contidas. Tem propriedades anti-depressivas e ajuda a recuperar o ritmo normal nos esgotamentos.

Cedro do Atlas / Cedro do Himalaia (Cedrus atlântica / Cedrus deodora) É centralizador, permitindo a conexão da mente superior e inferior. Traz conforto e calor, relaxamento, coragem, serenidade. Dever ser evitado durante a gravidez.

Cipreste (Cupressus semprevirens) Ajuda na oscilação de humor, nas mudanças. É considerado o grande consolador, diminuindo a sensação de isolamento e apego. Pelo cheiro de floresta é também anti-stress. Não deve ser usado durante a gravidez.

Citronela (Cymbopogon nardus) Esclarecedor da mente e revitalizante. Além de ajudar pessoas que se sentem sujas e inseguras.

Cravo (Eugenia caryophyllata / Syzygium aromaticum) Altamente estimulante, ajuda na memória, afrodísiaco, aquecedor. Evite a inalação direta !

Espruce (Tsuga canadensis) Com cheiro de floresta, ajuda na impaciência, nervosismo, medos. Ajuda nas indigestões, cólicas e anorexia.

Erva-doce (Pimpinella anisum / Foeniculum vulgare) É calmante, acredita-se que traga força e coragem. É um óleo forte, use com moderação. Deve ser evitado na gravidez e por epilépticos.

Eucalipto globulus (Eucalyptus globulus) Clareia a mente, concede abertura à mentes fechadas, pensamentos obsessivos. Facilita a expressão/comunicação.Indicado para problemas respiratórios (asma, bronquite, sinusite). Deve ser evitado por hipertensos. O uso em crianças deve ser acima dos 5 anos, com cautela.

Eucalipto radiata / Eucalipto robusta (Eucaliptus radiata/robusta) De aroma mais suave, é útil para problemas como rinite e asma, em especial para crianças.

Eucalipto staigeriana(Eucalyptus staigeriana) Aroma cítrico lima-limão. É revigorante, energizante, traz a sensação de expansão e paz.

Gerânio (Pelargonium odoratissimum/graveolens) Equilibrante. Fortalece a energia vital, trabalha os sentimentos dando abertura ao amor, ajuda também aos perfeccionistas fazendo-os encontrar relaxamento. Traz calma, força e segurança, ajudando carências afetivas. Não usar durante a gravidez.

Hissopo (Hyssopus officinalis) Dá direção aos pensamentos. É um equilibrador emocional. Não usar em hipertensos, grávidas e epilépticos.

Hortelã limão (Mentha citrata) Relaxante, anti-stress. Deve ser evitado durante a gravidez.

Hortelã pimenta (Mentha piperita) Refrescante, revigorante, parece aliviar histeria, fadiga mental e depressão.Útil em dores de cabeça e enjôos, resfriados, problemas respiratórios em geral. Causa ardor, cuidado para que não seja levado próximo dos olhos. Deve ser evitado na gravidez, e no aleitamento. Pode neutralizar efeito de medicamentos homeopáticos. O uso em crianças deve ser acima dos 5 anos, com cautela.

Jasmim (Jasminum officinalis) É valioso para a depressão e ansiedade, facilita relaxamento, meditação, transformação pessoal, é afrodisíaco. Não usar durante a gravidez, porém pode ser utilizado para a trabalho de parto, onde facilita o nascimento.

Laranja da terra ou azeda e Laranja doce (Citrus aurantium var.amara /Citrus sinensis var.pera) Equilibrante, é um calmante suave que estimula a alegria.

Lavanda (Lavandula Officinalis/ angustifolia) Bastante conhecida por sua ação equilibrante, traz um sentimento de mais calma para a vida, sensação de liberdade. Tranqüilizante,indicado para insônia. Deve ser evitado nos primeiros meses de gravidez.

Limão (Citrus limonum) Clareia a mente, refrescante, anti-depressivo e tônico geral.

Lírio do Brejo (Hedychium coronarium) Distúrbios respiratórios, purificador.

Manjericão verde (Ocimum basilicum linaloliferum) Relaxante e indicado para resfriados, sinusite, asma, náuseas. Deve ser evitado durante a gravidez.

Manjerona (Origanum marjorna) Tem profundo efeito calmante, é excelente para pessoas hiperativas. Traz conforto emocional. Deve ser evitado durante a gravidez. O uso prolongado pode causar entorpecimento.

Melissa (Melissa officinalis) Relaxante, tranqüiliza em casos de choques, pânico.Acredita-se que remova bloqueios. Indicada para asma por conter a respiração acelerada. Deve ser evitada durante a gravidez.

Mirra (Commiphora myrrha) Revigorante em casos de fraqueza, apatia, desânimo e calmante sobre ânimos exaltados.Auxilia na meditação/introspecção. Deve ser evitado durante a gravidez.

Murta (Mirtus communis) Indicada para rinite, tosse alérgica, infecções pulmonares.

Nardo (Nardostachys jatamansi) Almiscarado, estimulante da libido, calmante.

Niaouli QT cineol(Melaleuca quinquenevia) Estimulante, clareia o raciocínio, tem grande efeito no sist. respiratório como asma, sinusite, gripe, laringite e pneumonia. Evite uso em grávidas, e em crianças com menos de 5 anos.

Olíbano (Boswellia carteri / thurifera) Facilita a introspecção e o contato com o espiritual,Desacelera a respiração, sua ação também é útil em estados obsessivos relacionados ao passado.

Pachouli(Pogostemon patchouli) Fortalece a auto-estima, as decisões, tem efeito equilibrador , de centramento, pode causar perda de apetite. Afrodisíaco.

Palmarosa (Cymbopogon matini) Efeito calmante , porém estimulante sobre as emoções. Estimula o apetite.

Pau-rosa (Aniba rosaeaodora) É considerado estabilizador do sistema nervoso, sendo calmante suave em casos de agitação como útil também para depressão, insônia, pode ajudar a aliviar dores de cabeça especialmente quando acompanhadas de náusea. Estimula a libido.

Petitgrain (Citrus vulgaris/aurantium) Libera sentimentos contidos e acalma irritações, revitalizante do ânimo.

Pinheiro (Abies balsamea) Anti-stress, seu aroma de floresta faz relaxar e auto-centrar.

Rosa (Rosa centifolia/ Rosa damascena) Antidepressivo, alivia o coração, as tensões. Proporciona em especial à mulher sentimentos de valorização/auto-estima. Evitar durante a gravidez.

Sálvia esclaréia (Salvia sclarea) É um óleo bastante equilibrador, tanto promovendo sensações de bem estar quanto aliviando agitações mentais, sendo também bastante útil para recuperação de dependentes químicos.Deve ser evitado durante a gravidez.

Sândalo (Santalum album) Bastante relaxante, facilita a introspecção/meditação, traz paz e aceitação.

Tangerina (Citrus reticulata) Ação tranquilizante . Estimula a alegria.

Tea tree (Melaleuca alternifólia) É revigorante e revitalizante, ajuda a combater doenças infecciosas.

Tomilho (Thymus vulgaris) Revitalizante, também ajuda no combate às infecções. Não deve ser usado durante a gravidez e nem por hipertensos.

Tuberosa (Polianthes tuberosa) Um óleo afrodisíaco, calmante. Facilita o perdão, libera mágoas.

Verbena (Lippia citriodora) Tem efeito tônico e calmante, ajudando no tratamento do stress e depressão.

Vetiver (Andropogon muricatus) Sedativo do sistema nervoso. Traz segurança, centramento.

Ylang-Ylang (Cananga odorata) Relaxante, diminui as palpitações. Indicado para insônia. Torna as pessoas mais receptivas, auxiliando relacionamentos de modo geral. O uso excessivo pode causar dores de cabeça e/ou náuseas.

Velas flutuantes

Velas flutuantes

Velas aromatizadas

Velas aromatizadas

Kit amor de pitanga

Kit amor de pitanga

Aromatizador de ambiente

Aromatizador de ambiente
acompanha 1 vela e 1 vidrinho de essencia c/ 8 ml.

produtos

produtos

linha relax

linha relax
com óleos essenciais relaxante

Produtos

Cosmética Natural 100% artesanal

Produtos elaborados a partir de óleos essenciais,extratos e manteigas vegetais .Matéria prima hipoalergenica

Linha banho.

.Sais de banho energizante
.Sais de banho com açao terapeutica
.Sais de banho efervescente
.Oleo de banho
.Sais de banho líquido
.Espuma de banho.

Linha corporal

.Emulsao hidratante
.Sabonete massageador
.Oleo bifásico
.Oleo de massagem
.Creme esfoliante corporal
.Mousse hidratante
.Gel hidratante
.Sabonete íntimo.

linha facial

.Creme antioxidante
.Sabonete esfoliante facial
.Tonico facial
.Máscara de argila

Linha essências afrodisíacas

.água de banho: cravo, canela, ylang ylang,sândalo.
.Perfume afrodisíaco
.Óleo bifásico canela e ylang ylang
.Óleo de massagem terapeutica.
.Cristais de banho

Outros:

Difusores
Aromatizadores.
Velas.
Buchas vegetais.
Incensos
Essencias
Pedras da sorte
Massageadores

kits para presentes


Caixinha surpresa

Caixinha surpresa
Uma caixinha contendo cinco mini perfuminhos de diferentes aromas cada.(cada perfuminho com um óleo essencial diferente). Preço: 26,90

Velas aromatizadas

Velas aromatizadas

Kit Spa

Kit Spa
Uma linda caixinha contendo 1 óleo bifásico com óleos vegetais de girassol e calêndula 120 ml, 1 emulsão perfumada,com óleo vegetal de amendoas e extrato de morango100ml, 1 pote de cristais de banho relaxante, para os pés,com óleo essencial de cravo e limão,1 sabonete vegetal de argila e extrato de morango. Preço:38,00

Sabonete 100%vegetal

Sabonete 100%vegetal
sabonete elaborado com óleo vegetal de calendula,argila branca,óleo essencial de pitanga,limão e lavanda.

Aromatizador de ambientes

Aromatizador de ambientes
feito em ceramica, acompanha 1 vela e 1 frasco com essencia.

Sabonetes massageadores

Sabonetes massageadores
Sabonetes massageadores elaborados com manteiga de cupuaçu e extrato de maracujá . Embalagem contendo tres sabonetes nos aromas, maracuja - pitanga -manga.

O que significa terapia?

Terapia significa: Tratamento. Terapias significa que temos outros modos de tratamentos patológicos. Já os tratamentos alternativos, normalmente não são utilizados esses tipos de medicamentos, mas sim, os Naturais, como os Fitoterápicos e Florais e também, as essências Aromáticas. O estresse é um dos fatores que mais alteram a qualidade de vida de uma pessoa. Existem Muitas formas de se estar bem com você mesmo, sabemos que se você não estiver bem, não consegue encontra soluções para a sua vida e para você. Os grandes sábios são aqueles que conseguem a plenitude do encontro com o corpo físico e o seu espírito. Algumas formas para se estar bem são as Terapias Alternativas. Muitas vezes buscamos terapias alternativas para buscar o equilíbrio físico e espiritual.